sábado, 23 de outubro de 2010

Então, finja .

Finja que está tudo bem. Finja que você nunca foi enganado. Finja que você nunca se sentiu fraco. Finja que você não o ama. Então, finja que você é forte. Faça de conta que você é feliz. Sorria só para esconder uma lágrima. Faça de conta que aquela pessoa não significou nada na sua vida. Finja que as lembranças foram insignificantes. Finja que você não tem medo de o perder. Faça de conta que tudo é passageiro. Faça de conta que o amor é não existe. Finja que tudo não passou de uma ilusão. Finja que a vida não vale nada. Faça de conta de que seu interior ainda está intacto. E quando você cair, se levante,  olhe no espelho e se pergunte se tudo isso vale a pena.
(Letícia Nogara)
 

Finja que está tudo bem. Finja que você nunca foi enganado. Finja que você nunca se sentiu fraco. Finja que você não o ama. Então, finja que você é forte. Faça de conta que você é feliz. Sorria só para esconder uma lágrima. Faça de conta que aquela pessoa não significou nada na sua vida. Finja que as lembranças foram insignificantes. Finja que você não tem medo de o perder. Faça de conta que tudo é passageiro. Faça de conta que o amor é não existe. Finja que tudo não passou de uma ilusão. Finja que a vida não vale nada. Faça de conta de que seu interior ainda está intacto. E quando você cair, se levante,  olhe no espelho e se pergunte se tudo isso vale a pena.
(Letícia Nogara)

Nenhum comentário:

Postar um comentário