domingo, 24 de outubro de 2010

Simplismente parei .



Aquela noite, eu parei. Mas, deve estar pensando, parou o que ? Parou de comer, parou de rir, de engordar, de sentir algo, de vomitar, de assistir um filme, de jogar, de twittar, de sonhar, de o quê ?
Eu parei, por um belo instante, de gostar de você. Bom, não gostar, mais dar uma parada de SÓ pensar em você.
Era noite. Estava voltando de viagem. Quando de repente, olhei la fora na estrada, vi a lua. Não era um lua simples como outra qualquer. Era linda de se ver, linda de se apreciar. Iluminava a paissagem que ficara na escuridão por muito tempo. Quando cai em sua "armadilha"; te esqueci. Esqueci meus amigos. Esqueci meus problemas, meus deveres, minhas vontades, tudo.
E lá fiquei eu, apreciando-a. Era tão lindo. Vendo uma lua tão luminosa com muitas estrelas a sua volta .. era como se desligar do mundo.
Dava vontade de chorar. Era tão belo o momento. Queria tanto estar lá agora, nesse exato momento. Não que seja bom esquecer você todo momento, mas é tão bom se "desligar" de tudo.
E finalmente, pude meio que filosofar sobre tudo. Que nós, todos nós, não somos nada. Há um universo lá fora. Imenso. Ifinito. E se algo bater com a terra, aquela pessoa que se esnobava com o dinheiro, morre ela e o dinheiro. Sem deichar nada. É incrível; como a capacidade humana pode imaginar coisas tão idiotas e inuteis, mas ao mesmo tempo, coisas tão belas de se ouvir ..

                                      [Julia Reis]

sábado, 23 de outubro de 2010

E você? Ainda tá aqui? Eu não consigo te sentir mais…Para mim, você quer se livrar logo desse peso e dessas dúvidas, e desse amor. Você quer se livrar do amor, meu amor? Talvez você veja as coisas assim mesmo, e talvez eu finja que vejo o amor, assim mesmo também. Mas é só para não perder o costume. Nunca soube diferenciar amor de paixão. Eu olho para aqueles jornais, e iludida, leio as cronicas de amor, como de costume. E mergulho em pensamentos e ilusões que fazem a minha cabeça. Não sei de você pensa em mim, não sei se sente minha falta, não sei se compara outras comigo, não sei se todas as nossas lembranças ficam em sua memória como em mim ficam. Eu havia prometido a mim mesma sair dessa vida e apagar seu nome, e outros amores da minha memória, mas não consegui, falhei, eu sei que falhei. Não por culpa minha, mas por sua culpa. Confesso que não tenho agido honestamente com você. A minha forma de proteção, sempre foi a minha indiferença, mas você consegue destruir a minha proteção, quebra a indiferença e me deixa vulnerável. Mesmo depois de tudo você quer que eu apareça, reapareça, esqueça tudo o que nos aconteceu antes, e não sei. Por que eu me deixo levar? Por que tanta necessidade de você? Por que eu quero que me leve? Não sou assim, não fui feita pra me iludir. Acho que seu ‘em vão’ é um tanto quanto diferente do meu. Vou fazer o seu favor, e poupar seu tempo de uma certa indecisão. Isso já é mais que recíproco. Mas, não se preocupe, meu amor. Quando a incerteza fazer você cair, eu continuarei aqui… intacta. Com o meu olhar, meu sorriso e meu coração. Não mais meus… seus… SÓ seus.
Com ternura, do seu único amor.
                                                                                (Letícia Nogara)
 
E você? Ainda tá aqui? Eu não consigo te sentir mais…Para mim, você quer se livrar logo desse peso e dessas dúvidas, e desse amor. Você quer se livrar do amor, meu amor? Talvez você veja as coisas assim mesmo, e talvez eu finja que vejo o amor, assim mesmo também. Mas é só para não perder o costume. Nunca soube diferenciar amor de paixão. Eu olho para aqueles jornais, e iludida, leio as cronicas de amor, como de costume. E mergulho em pensamentos e ilusões que fazem a minha cabeça. Não sei de você pensa em mim, não sei se sente minha falta, não sei se compara outras comigo, não sei se todas as nossas lembranças ficam em sua memória como em mim ficam. Eu havia prometido a mim mesma sair dessa vida e apagar seu nome, e outros amores da minha memória, mas não consegui, falhei, eu sei que falhei. Não por culpa minha, mas por sua culpa. Confesso que não tenho agido honestamente com você. A minha forma de proteção, sempre foi a minha indiferença, mas você consegue destruir a minha proteção, quebra a indiferença e me deixa vulnerável. Mesmo depois de tudo você quer que eu apareça, reapareça, esqueça tudo o que nos aconteceu antes, e não sei. Por que eu me deixo levar? Por que tanta necessidade de você? Por que eu quero que me leve? Não sou assim, não fui feita pra me iludir. Acho que seu ‘em vão’ é um tanto quanto diferente do meu. Vou fazer o seu favor, e poupar seu tempo de uma certa indecisão. Isso já é mais que recíproco. Mas, não se preocupe, meu amor. Quando a incerteza fazer você cair, eu continuarei aqui… intacta. Com o meu olhar, meu sorriso e meu coração. Não mais meus… seus… SÓ seus.
Com ternura, do seu único amor.
                                                                                (Letícia Nogara)

Silêncio .

Estranho esse silêncio em que consigo ouvir perfeitamente todas as batidas do meu coração. Estranho. Muito estranho.
 
Estranho esse silêncio em que consigo ouvir perfeitamente todas as batidas do meu coração. Estranho. Muito estranho.

Missing .

E eu já sei .

Eu sei, você esqueceu de lembrar. Eu sei, você esqueceu de voltar. Eu sei, você esqueceu de tentar. Eu sei, você esqueceu de lutar. Eu sei, você esqueceu de ficar. Eu sei, você esqueceu de sonhar. Eu sei, você esqueceu como amar. Eu sei, você esqueceu. Veja o que me aconteceu.

(Esteban Tavares)
 
Eu sei, você esqueceu de lembrar. Eu sei, você esqueceu de voltar. Eu sei, você esqueceu de tentar. Eu sei, você esqueceu de lutar. Eu sei, você esqueceu de ficar. Eu sei, você esqueceu de sonhar. Eu sei, você esqueceu como amar. Eu sei, você esqueceu. Veja o que me aconteceu.
(Esteban Tavares)

sem sofrimento .

Existem derrotas, mas não existe sofrimento. Um verdadeiro guerreiro sabe que ao perder uma batalha está melhorando sua arte ao manejar a espada. Saberá lutar com mais habilidade no próximo combate.
 
Existem derrotas, mas não existe sofrimento. Um verdadeiro guerreiro sabe que ao perder uma batalha está melhorando sua arte ao manejar a espada. Saberá lutar com mais habilidade no próximo combate.

É só você .

Existem 1 milhão de estrelas na galáxia, sobre 1 bilhão de estrelas no Universo, mas só há um você.
 
Existem 1 milhão de estrelas na galáxia, sobre 1 bilhão de estrelas no Universo, mas só há um você.

.

Não te deicharei partir .

Sinto tua falta. As horas passam devagar, minha mente voa, não consigo me concentrar em nada. Penso em você mesmo que involuntariamente, sonho com o longo caminho que planejamos juntos e mal iniciamos a percorrer. Não me restam muitas certezas desde que não te tenho mais ao alcance dos meus dedos, mas uma coisa eu te digo com convicção: eu não vou ficar parada assistindo você partir. Você não vai sair tão fácil da minha vida. Não sem antes a gente ter vivido tudo o que temos para viver.

(Márcia Duarte)
 
Sinto tua falta. As horas passam devagar, minha mente voa, não consigo me concentrar em nada. Penso em você mesmo que involuntariamente, sonho com o longo caminho que planejamos juntos e mal iniciamos a percorrer. Não me restam muitas certezas desde que não te tenho mais ao alcance dos meus dedos, mas uma coisa eu te digo com convicção: eu não vou ficar parada assistindo você partir. Você não vai sair tão fácil da minha vida. Não sem antes a gente ter vivido tudo o que temos para viver.
(Márcia Duarte)

Pensamentos .

No entanto, os seus limites terminam onde começam os meus. E eu não exijo nada além de respeito. Você pode até torcer para eu cair com o carão na calçada, levar um pé na bunda do meu namorado ou ser perseguida por todos os professores da escola. Cada um é livre para pensar e desejar o que bem entender. Você não pode é fazer com que coisas desse tipo aconteçam de forma grotesca e desleal. Mentiras, intrigas e afins só convencem em novelinhas de criança. Você já passou dessa fase, não? Eu, ao menos, não suporto mais a idéia de interpretar a mocinha injustiçada.

(Márcia Duarte)
 
No entanto, os seus limites terminam onde começam os meus. E eu não exijo nada além de respeito. Você pode até torcer para eu cair com o carão na calçada, levar um pé na bunda do meu namorado ou ser perseguida por todos os professores da escola. Cada um é livre para pensar e desejar o que bem entender. Você não pode é fazer com que coisas desse tipo aconteçam de forma grotesca e desleal. Mentiras, intrigas e afins só convencem em novelinhas de criança. Você já passou dessa fase, não? Eu, ao menos, não suporto mais a idéia de interpretar a mocinha injustiçada.
(Márcia Duarte)

Não nos contaram algo .

Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta. a gente cresce através da gente mesmo. se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto… ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. cada um vai ter que descobrir sozinho. e aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.

(John Lennon)
 
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta. a gente cresce através da gente mesmo. se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto… ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. cada um vai ter que descobrir sozinho. e aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.
(John Lennon)

Guerra .

Não acredito que a guerra seja apenas obra de capitalistas e políticos. Ah, não, o homem comum é igualmente culpado. Há uma necessidade destrutiva nas pessoas, a necessidade de demonstrar fúria de assassinar e matar, eu me perguntei repetinamente se não teria sido melhor não termos nos escondido, se tivéssemos mortos e não tivéssemos que passar por todo esse infortúnio mas nos encolhemos só de pensar! Ainda amamos a vida, ainda não esquecemos a voz da natureza e continuamos com esperança de tudo, para mim é totalmente impossível construir a vida sobre um alicerce de caos, sofrimento e morte e mesmo assim quando olho para o céu sinto de algum modo que tudo mudará para melhor que a crueldade também terminará, a paz e a tranquilidade voltarão!

(Diário de Anne Frank)
 
Não acredito que a guerra seja apenas obra de capitalistas e políticos. Ah, não, o homem comum é igualmente culpado. Há uma necessidade destrutiva nas pessoas, a necessidade de demonstrar fúria de assassinar e matar, eu me perguntei repetinamente se não teria sido melhor não termos nos escondido, se tivéssemos mortos e não tivéssemos que passar por todo esse infortúnio mas nos encolhemos só de pensar! Ainda amamos a vida, ainda não esquecemos a voz da natureza e continuamos com esperança de tudo, para mim é totalmente impossível construir a vida sobre um alicerce de caos, sofrimento e morte e mesmo assim quando olho para o céu sinto de algum modo que tudo mudará para melhor que a crueldade também terminará, a paz e a tranquilidade voltarão!

(Diário de Anne Frank)

Às vezes ;

Às vezes o destino parece cruel. Te separa da pessoa que você pensa ser tudo na sua vida. Mas apesar de cruel, duvidoso e infeliz, ás vezes, o destino não erra. Uma história pra ser quase perfeita precisa ter curvas. E o relógio não pode soar sempre á meia-noite.

(Gossip Girl)
 
o destino parece cruel. Te separa da pessoa que você pensa ser tudo na sua vida. Mas apesar de cruel, duvidoso e infeliz, ás vezes, o destino não erra. Uma história pra ser quase perfeita precisa ter curvas. E o relógio não pode soar sempre á meia-noite.
(Gossip Girl)

O problema;

O problema dos novos começos é que eles precisam de algo para terminar. Alguns finais levam um tempo para se revelarem. Mas quando isso acontece, eles são mais fáceis de ignorar. Alguns começos iniciam tão silenciosamente, que você nem nota quando acontecem. Mas muitos finais vêm quando você menos espera. E o que eles pressagiam é mais negro do que você imagina. Nem todos os começos são para se celebrar. Muitas coisas ruins começam: brigas, época de gripe. E a pior de todas… Quero começar algo.

(Gossip Girl)
 
dos novos começos é que eles precisam de algo para terminar. Alguns finais levam um tempo para se revelarem. Mas quando isso acontece, eles são mais fáceis de ignorar. Alguns começos iniciam tão silenciosamente, que você nem nota quando acontecem. Mas muitos finais vêm quando você menos espera. E o que eles pressagiam é mais negro do que você imagina. Nem todos os começos são para se celebrar. Muitas coisas ruins começam: brigas, época de gripe. E a pior de todas… Quero começar algo.
(Gossip Girl)

Então, finja .

Finja que está tudo bem. Finja que você nunca foi enganado. Finja que você nunca se sentiu fraco. Finja que você não o ama. Então, finja que você é forte. Faça de conta que você é feliz. Sorria só para esconder uma lágrima. Faça de conta que aquela pessoa não significou nada na sua vida. Finja que as lembranças foram insignificantes. Finja que você não tem medo de o perder. Faça de conta que tudo é passageiro. Faça de conta que o amor é não existe. Finja que tudo não passou de uma ilusão. Finja que a vida não vale nada. Faça de conta de que seu interior ainda está intacto. E quando você cair, se levante,  olhe no espelho e se pergunte se tudo isso vale a pena.
(Letícia Nogara)
 

Finja que está tudo bem. Finja que você nunca foi enganado. Finja que você nunca se sentiu fraco. Finja que você não o ama. Então, finja que você é forte. Faça de conta que você é feliz. Sorria só para esconder uma lágrima. Faça de conta que aquela pessoa não significou nada na sua vida. Finja que as lembranças foram insignificantes. Finja que você não tem medo de o perder. Faça de conta que tudo é passageiro. Faça de conta que o amor é não existe. Finja que tudo não passou de uma ilusão. Finja que a vida não vale nada. Faça de conta de que seu interior ainda está intacto. E quando você cair, se levante,  olhe no espelho e se pergunte se tudo isso vale a pena.
(Letícia Nogara)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

És presença.

És presença. E, mesmo quando és ausência, és muito mais do que saudade. És vontade de ver de novo, de ver mais, de ver mais de perto, ver melhor. E tocar, de modo que, cada toque, eu tenha um pouco mais de ti em mim, para que não haja mais ausência. Te encontrar virou apenas uma questão de fechar os olhos.Tenho confundido ‘eu’ com ‘nós’. Mas essa confusão só me acontece porque eu tenho certeza de tudo que eu sinto. E o que eu sinto é o tal do amor. Aquele surrado, mal-falado, desacreditado e raro amor, que eu achava que não existia mais. Pois existe. E arrebata, atropela, derruba, o violento surto de felicidade causado pelo simples vislumbre do teu rosto.
 
E, mesmo quando és ausência, és muito mais do que saudade. És vontade de ver de novo, de ver mais, de ver mais de perto, ver melhor. E tocar, de modo que, cada toque, eu tenha um pouco mais de ti em mim, para que não haja mais ausência. Te encontrar virou apenas uma questão de fechar os olhos.
Tenho confundido ‘eu’ com ‘nós’. Mas essa confusão só me acontece porque eu tenho certeza de tudo que eu sinto. E o que eu sinto é o tal do amor. Aquele surrado, mal-falado, desacreditado e raro amor, que eu achava que não existia mais. Pois existe. E arrebata, atropela, derruba, o violento surto de felicidade causado pelo simples vislumbre do teu rosto.

Viver melhor do que nunca foi .

Não quero só olhar para trás e lembrar com carinho de tudo que vivi. Quero rir de cada situação patética, doce, vergonhosa, alegre e até triste. Porém, sem deixar nenhuma vivência pela metade. Não quero pensar no que poderia ter sido e ficou inacabado. Da certeza de que nada pode ser igual, resta-nos apenas o consolo de que tudo que está por vir pode ser ainda melhor do que o que um dia foi.
 
Não quero só olhar para trás e lembrar com carinho de tudo que vivi. Quero rir de cada situação patética, doce, vergonhosa, alegre e até triste. Porém, sem deixar nenhuma vivência pela metade. Não quero pensar no que poderia ter sido e ficou inacabado. Da certeza de que nada pode ser igual, resta-nos apenas o consolo de que tudo que está por vir pode ser ainda melhor do que o que um dia foi

Amizade .

Grandes colegas se tornam amigos, grandes amigos se tornam irmãos, grandes irmãos seguem contigo por toda a vida, independente de tempo e espaço. Grandes irmãos ficam marcados no coração. Grandes irmãos te ensinam que o melhor da vida não está em nenhum bem material e sim no sorriso de uma criança, na bagunça de uma manhã, nas gargalhadas de uma brincadeira patética. Grandes irmãos estão contigo sempre, talvez não fisicamente mais certamente no pensamento.
 
Grandes colegas se tornam amigos, grandes amigos se tornam irmãos, grandes irmãos seguem contigo por toda a vida, independente de tempo e espaço. Grandes irmãos ficam marcados no coração. Grandes irmãos te ensinam que o melhor da vida não está em nenhum bem material e sim no sorriso de uma criança, na bagunça de uma manhã, nas gargalhadas de uma brincadeira patética. Grandes irmãos estão contigo sempre, talvez não fisicamente mais certamente no pensamento.

Hoje começou ,

Hoje começou, ontem nem me lembro. Meu pensamento foge, você fugiu e não voltou. Estou sem tempo para me questionar, nem para ter cuidado, nem para mim mesma. Mas nunca se sabe, cada passo uma descoberta. E talvez em cada tombo, o surgimento de nossos destinos. Enquanto estou aqui, tudo o que sei, é que tudo ainda é vida. ás vezes está tudo tão ruim, que acabo não chamando isso de vida, mas você sabe, e no fundo eu sei que continua sendo vida, apesar de tudo. E que isso tudo vai passar. O mundo dá voltas, é sempre assim. Eu sinto que aos poucos, novas ideias vão surgindo. Eu ouço as palavras como quem ouve alguma música lembrando de alguém, ouço as palavras como quem escuta chover. Não podemos nos enganar, não podemos também só acreditar. Os passos em falso, desacreditam o acreditar. Vou chorar, vou sorrir, vou lembrar e sonhar. Agora fecharei os olhos como quem acredita. Ah, já amanheceu. Hoje: Um novo dia.

(Letícia Nogara)
 
ontem nem me lembro. Meu pensamento foge, você fugiu e não voltou. Estou sem tempo para me questionar, nem para ter cuidado, nem para mim mesma. Mas nunca se sabe, cada passo uma descoberta. E talvez em cada tombo, o surgimento de nossos destinos. Enquanto estou aqui, tudo o que sei, é que tudo ainda é vida. ás vezes está tudo tão ruim, que acabo não chamando isso de vida, mas você sabe, e no fundo eu sei que continua sendo vida, apesar de tudo. E que isso tudo vai passar. O mundo dá voltas, é sempre assim. Eu sinto que aos poucos, novas ideias vão surgindo. Eu ouço as palavras como quem ouve alguma música lembrando de alguém, ouço as palavras como quem escuta chover. Não podemos nos enganar, não podemos também só acreditar. Os passos em falso, desacreditam o acreditar. Vou chorar, vou sorrir, vou lembrar e sonhar. Agora fecharei os olhos como quem acredita. Ah, já amanheceu. Hoje: Um novo dia.
(Letícia Nogara)

Just me .

No final, sempre perdemos .

O vento que às vezes tiram algo que amamos, não são os mesmos que nos trazem algo que aprendemos a amar. Por isso não devemos chorar pelo que foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado. Pois tudo aquilo que é realmente nosso nunca se vai para sempre.
O vento que às vezes tiram algo que amamos, não são os mesmos que nos trazem algo que aprendemos a amar. Por isso não devemos chorar pelo que foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado. Pois tudo aquilo que é realmente nosso nunca se vai para sempre.

Se um dia partis;

Se um dia partir não esqueça que em algum lugar há alguém que ainda sonha em te fazer sorrir, e descobriu que não há vida sem ti, simplesmente te ama como nunca amou ninguém e pela primeira vez deve se conformar em vê-lo escapando entre os dedos, com a esperança de te ver em breve voltar, pro tal ‘felizes para sempre’.
 
não esqueça que em algum lugar há alguém que ainda sonha em te fazer sorrir, e descobriu que não há vida sem ti, simplesmente te ama como nunca amou ninguém e pela primeira vez deve se conformar em vê-lo escapando entre os dedos, com a esperança de te ver em breve voltar, pro tal ‘felizes para sempre’.

.

Recentemente,

zalache:

Recentemente, sofri uma desilusão terrível. O curioso nas desilusões é o fato de elas serem como sonhos incríveis que temos em uma noite de sono, mas logo são interrompidos pela manhã. É exatamente esse sentimento de que nada, talvez, pudesse ter sido real. Sabe-se que o amor é um sentimento intocável, indescritível, mas podemos descrever aquilo que chega o mais perto da ideia do amor: o estar apaixonado. Estar apaixonado é como um alucinógeno, se formos tratar o significado da palavra como o que já vem de origem. Se entregar ao amor é desistir em parte dos escudos que você formou antes para não se machucar com terríveis sentimentos. Ele substitui o que quer tenha nas suas emoções e estabelece um novo sentido ao que é sentimento. Você vê coisas que não acreditava, sente coisas que não sabia que poderia sentir… tudo parece um sonho real. A felicidade, portanto, parece algo tão alcançável como gotas de chuva em um deserto. Você resisti no começo, mas, no final, acaba olhando para o lado e pensa: “acho que a felicidade realmente existe”. Mas então essa chuva cessa, o calor e desconforto volta e o “amor”, mesmo querendo continuar em você, acaba sendo arrastado para longe, te deixando sem rumo. É, alguns amores têm um fim. E como o fim de tudo o que é bom, é uma desilusão. A realidade cai em você como se fosse uma tempestade de raios secos - tempestade essa interior e exterior. Você se vê perdido e a única saída que tem é a saída que diz “não há escapatória”. E você volta recolhendo o que sobrou de si no chão ao seu redor. Acaba encontrando um pedaço de amizade ali, um pedaço de felicidade aqui… talvez esteja vendo uma parte da esperança bem na linha do horizonte… e fim. Você para, e pensa: para que algo tenha um fim, ele deve ter começado em algum lugar no tempo.
Depois, é só olhar para o que tem em mãos, mas cuidado para não manchar o que restou com lágrimas pesadas como resposta a uma voz no fundo que sempre existiu. “Eu te avisei”.
Escrito por Aleex Zalache.


sofri uma desilusão terrível. O curioso nas desilusões é o fato de elas serem como sonhos incríveis que temos em uma noite de sono, mas logo são interrompidos pela manhã. É exatamente esse sentimento de que nada, talvez, pudesse ter sido real. Sabe-se que o amor é um sentimento intocável, indescritível, mas podemos descrever aquilo que chega o mais perto da ideia do amor: o estar apaixonado. Estar apaixonado é como um alucinógeno, se formos tratar o significado da palavra como o que já vem de origem. Se entregar ao amor é desistir em parte dos escudos que você formou antes para não se machucar com terríveis sentimentos. Ele substitui o que quer tenha nas suas emoções e estabelece um novo sentido ao que é sentimento. Você vê coisas que não acreditava, sente coisas que não sabia que poderia sentir… tudo parece um sonho real. A felicidade, portanto, parece algo tão alcançável como gotas de chuva em um deserto. Você resisti no começo, mas, no final, acaba olhando para o lado e pensa: “acho que a felicidade realmente existe”. Mas então essa chuva cessa, o calor e desconforto volta e o “amor”, mesmo querendo continuar em você, acaba sendo arrastado para longe, te deixando sem rumo. É, alguns amores têm um fim. E como o fim de tudo o que é bom, é uma desilusão. A realidade cai em você como se fosse uma tempestade de raios secos - tempestade essa interior e exterior. Você se vê perdido e a única saída que tem é a saída que diz “não há escapatória”. E você volta recolhendo o que sobrou de si no chão ao seu redor. Acaba encontrando um pedaço de amizade ali, um pedaço de felicidade aqui… talvez esteja vendo uma parte da esperança bem na linha do horizonte… e fim. Você para, e pensa: para que algo tenha um fim, ele deve ter começado em algum lugar no tempo.
Depois, é só olhar para o que tem em mãos, mas cuidado para não manchar o que restou com lágrimas pesadas como resposta a uma voz no fundo que sempre existiu. “Eu te avisei”.
  • Escrito por Aleex Zalache.

angústiante .

Uma xicará de café e uma colher de pensamentos. É isso que surge quando paro pra pensar na vida. Os pensamentos tomam conta de mim, e na maioria das vezes a dor surge. Dor do passado, e dor do futuro. Não bem dor do futuro, mas o medo do futuro. As lembranças tomam conta, quem sabe seja a mesma sensação de estar com uma droga no organismo. Mas não tenho idéia de como seja essa sensação. Só sei que dói, é triste, angustiante. As lágrimas caem, mas o passado fica intacto.

(Letícia Nogara)
 
 
Uma xicará de café e uma colher de pensamentos. É isso que surge quando paro pra pensar na vida. Os pensamentos tomam conta de mim, e na maioria das vezes a dor surge. Dor do passado, e dor do futuro. Não bem dor do futuro, mas o medo do futuro. As lembranças tomam conta, quem sabe seja a mesma sensação de estar com uma droga no organismo. Mas não tenho idéia de como seja essa sensação. Só sei que dói, é triste, angustiante. As lágrimas caem, mas o passado fica intacto.
(Letícia Nogara)

.

ainda sinto falta .

Eu sinto sua falta. Eu sinto falta do seu sorriso. eu ainda derramo lágrimas uma vez ou outra. e mesmo que seja diferente agora, você ainda está aqui de alguma forma. meu coração não deixará que você se vá. e eu preciso que você saiba, eu sinto sua falta
 
Eu sinto sua falta. Eu sinto falta do seu sorriso. eu ainda derramo lágrimas uma vez ou outra. e mesmo que seja diferente agora, você ainda está aqui de alguma forma. meu coração não deixará que você se vá. e eu preciso que você saiba, eu sinto sua falta

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

G.G

Falta .

              Como fazem falta aquelas pessoas que sempre estiveram ao meu lado, mas de uma hora para outra foram levadas junto com a ventania. Quanta falta me fazem os momentos que eu pensava que tudo iria ser melhor se o tempo passasse rápido e infelizmente tive que me enganar com o tempo, com as lembranças, com o que sempre pensei. Lembrar dói, mas só dói no momento que você descobre que sempre achou errado do futuro. Dói mais ainda, quando você está cercado de problemas, e percebe que um dia foi feliz. Só não sabia disso.

(Letícia Nogara)
 
 
Como fazem falta aquelas pessoas que sempre estiveram ao meu lado, mas de uma hora para outra foram levadas junto com a ventania. Quanta falta me fazem os momentos que eu pensava que tudo iria ser melhor se o tempo passasse rápido e infelizmente tive que me enganar com o tempo, com as lembranças, com o que sempre pensei. Lembrar dói, mas só dói no momento que você descobre que sempre achou errado do futuro. Dói mais ainda, quando você está cercado de problemas, e percebe que um dia foi feliz. Só não sabia disso.
(Letícia Nogara)

terça-feira, 12 de outubro de 2010

A borboleta começa a voar .


Bom dia.

Lindo dia esse não?

Lembro-me da primeira vez que voei pelo azul do céu. E não encontrava nada semelhante á aquela sensação que ali sentia. O vento que deixou encabulada. Caí muitas vezes, mas existe sensação melhor do que voar? Acho que vocês não sabem, sou uma borboleta, e vocês seres humanos. Triste é saber que vocês nunca vão poder um dia levantar voô, livremente como eu. Eu sei querido, existe avião. Ou você acha que a borboleta não sabe? Mas tenho certeza que voar de avião nunca terá a mesma sensação do que voar livre, como uma borboleta sem rumo. Pois é, quero começar a voar mais alto do que jamais voei. E acredito que logo isso irá acontecer. A borboleta está feliz, juro. Acredito que a partir de hoje, meus pensamentos vão começar a ficar mais claros. Me sinto perdida no planeta terra... Já sofri muito por aqui, qualquer um já sofreu, e os seres humanos não percebem que uma simples borboleta, também precisa de ar puro. O mundo está começando a me fazer parar de voar, e não existe coisa pior do que parar de voar. Eu sei o quanto é ruim, para alguém acustumada a voar alto como eu. Hoje vou começar a falar de mim, a falar de vocês. Querem voar alto de mãos dadas comigo?




Com um sorriso e alegria por aparecer

Borboleta.

Voltei a voar .

Olá seres.

      Eu havia sumido, eu sei. Estava sem tempo para continuar... Minhas asas, elas estavam tão cansadas que meu corpo inteiro acabou se desgastando. Acabei percebendo que a vida segue, e não importa se eu continue ou pare de voar. A vida sempre acaba me levando aonde não quero ir. Felizmente ou infelizmente, eu continuo voando a partir de agora. E espero que o peso do mundo não me faça ter medo, os seres humanos me dão medo, a vida é bonita, mas a vida me dá medo. A vida parece ser muito mais bonita quando ficamos só apoiados em uma janela observando as coisas acontecerem. Foda é viver. Conseguir chegar onde se quer chegar. Ok, estou tentando parar de falar de coisas que não sei ao certo o que são. Talvez você me olhe como uma simples borboleta, mas eu enxergo as coisas com realidade demais, ou simplesmente realidade.
      Nesse tempo em que estive fora, me senti tão sozinha que nem parecia que eu sabia voar. Não parecia nem que eu era livre. Mas felizmente, eu sou. Livre pra viver, mas também pra sofrer. Mas estou feliz, ao menos por ainda respirar. Espero que você ainda queira voar comigo.




Voando alegremente como se fosse a primeira vez,

Borboleta.

Sentindo a ventania .


Digo olá,



mas não vou dizer que está tudo bem por aqui, como de costume. Me senti presa hoje, mais uma vez. A solidão me aprisionou. Não tenho o costume de ficar só, e quando fico sinto-me apunhalada pelas costas, como se tivessem cortado uma parte da minha asa para me impedirem de voar livremente sentindo o frescor da água e o cheiro das pétalas das mais lindas flores. É normal sentir que tudo está doce e com o tempo o doce vai enjoando e ficando amargo. Tem pessoas que enjoam por estarem sempre com companhia. Mas as borboletas, bem... Pra nós é totalmente o oposto. Pelo menos pra mim. Não gosto dessa coisa de solidão, na verdade gosto. Mas a solidão se torna inaceitável quando sempre está lado a lado comigo. E vocês? Os seres humanos, tão cheios de atitude, mas tão insensatos. Amam, sofrem, mas continuam amando. Erram e na maioria das vezes continuam errando. Tão sós, tão amados e odiados. Queria que você me entendesse, sou sem companhia e tenho arranjá-las aqui. Embora com tantas diferenças, queria poder fazê-los compreender o poder dos sentimentos de uma borboleta. Embora pequena, eu sinto. Embora sozinha, sou livre. Talvez você perceba isso antes mesmo de eu explicar. Ou depois mesmo de sentir a liberdade voando entre cada palavra que você lê. Me sinto presa. Mas sou livre. Ou pelo menos é o que eu tento aparentar.

Vou tentar continuar, descobrindo o mundo por aí.







Um sopro de liberdade e ternura,



Borboleta.

O sol acabou com o sonho .

               Aquele sol, que derreteu o nosso sonho de congelar o tempo, de escorregar na vida juntos.
Aquele sol, que derreteu o nosso sonho de congelar o tempo, de escorregar na vida juntos.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

                Eu não preciso de você nem pra andar e nem pra ser feliz, mas como seria bom andar e ser feliz ao seu lado.

(Tati Bernardi)
Eu não preciso de você nem pra andar e nem pra ser feliz, mas como seria bom andar e ser feliz ao seu lado.
(Tati Bernardi)

Não se abale .

                  Não se deixe abalar pelo fato de um dia ter demonstrado seus sentimentos pra alguém que não soube valorizá-los. O que importa, é que soube assumí-los sem medo, e sem vergonha.
Não se deixe abalar pelo fato de um dia ter demonstrado seus sentimentos pra alguém que não soube valorizá-los. O que importa, é que soube assumí-los sem medo, e sem vergonha

Se odiar .

          Eu me odeio muito. Me odeio pelos meus atos, por minhas respostas erradas, me odeio por ser infeliz. me odeio por ter nascido, me odeio por demorar a morrer, me odeio por simplesmente me odiar, me odeio por não ter coragem de me matar. (Autor desconhecido)

Eu me odeio muito. Me odeio pelos meus atos, por minhas respostas erradas, me odeio por ser infeliz. me odeio por ter nascido, me odeio por demorar a morrer, me odeio por simplesmente me odiar, me odeio por não ter coragem de me matar. (Autor desconhecido)

Isolamento .

                Cresci de modo muito isolado. Tornei-me anti-social. Comecei a compreender a realidade do universo em que vivia, que tinha muito pouco para me oferecer. Eu vivi em uma cidade onde não encontrava amigos de quem gostasse, que fossem compatíveis comigo ou que gostassem do que eu gostava.

Cresci de modo muito isolado. Tornei-me anti-social. Comecei a compreender a realidade do universo em que vivia, que tinha muito pouco para me oferecer. Eu vivi em uma cidade onde não encontrava amigos de quem gostasse, que fossem compatíveis comigo ou que gostassem do que eu gostava.

Borboleta .


Pois é. Não são só os seres humanos que não conseguem dormir. A Borboleta também fica sem sono nenhum ás vezes. E sonha com coisas que nem queria sonhar. E lembro de coisas que queria esquecer, e ás vezes essas lembranças vem com tanta força, que nem voar direito eu consigo. A felicidade me deixa no vácuo ás vezes também. De alguma forma tento alcançá-la, mas ela foge.
A borboleta está tremendo, o frio está se alastrando no céu, a minha sorte foi ter encontrado um lugar longe de tudo para ficar nessa noite.
E vocês, como estão? Queria saber o que se passa na cabeça de vocês. A Borboleta se sente só. E tenho medo que os seres humanos se esqueçam de mim.
Sempre pensei que as coisas aconteciam por destino, ou algo parecido. Mas acabei descobrindo que sonos nós mesmos que escrevemos nossa história. Mas estou meio confusa para escrever a minha. Mas com certeza vocês, que estão me conhecendo, vão fazer parte dela.
Hoje á tarde, pretendo voar um pouco mais longe. Pra falar a verdade, busco novos caminhos, todos os dias. Pra me sentir livre, não me sentir só e amar ainda mais ter as asas de uma borboleta. E isso, de alguma maneira, está dando muito certo por aqui.
Vou levantar vôo agora. Quer carona?





Com ternura e de asas abertas,

Borboleta. (Letícia Nogara)

domingo, 10 de outubro de 2010

Só nosso .

Os grandes amores são assim mesmo, eles nos dão o caminho da emoção, mas os sentimentos de verdade são apenas nossos, ninguém copia, ninguém leva, ninguém divide. (Tati Bernardi)

sábado, 9 de outubro de 2010

Calma, vai passar ..



Olhe, não fique assim não, vai passar. Eu sei que dói. É horrível. Eu sei que parece que você não vai agüentar, mas aguenta. Sei que parece que vai explodir, mas não explode. Sei que dá vontade de abrir um zíper nas costas e sair do corpo porque dentro da gente, nesse momento, não é um bom lugar para se estar. (Fernando Pessoa escreveu, num momento parecido, "hoje não há mendigo que eu não inveje só por não ser eu"). Dor é assim mesmo, arde, depois passa. Que bom. Aliás, a vida é assim: arde, depois passa. Que pena. A gente acha que não vai agüentar, mas agüenta: as dores da vida. Pense assim: agora tá insuportável, agora você queria abrir o zíper, sair do corpo, encarnar numa samambaia, virar um paralelepípedo ou qualquer coisa inanimada, anestesiada, silenciosa. Mas agora já passou. Agora já é dez segundos depois da frase passada. Sua dor já é dez segundos menor do que duas linhas atrás.

Você acha que não, porque esperar a dor passar é como olhar um transatlântico no horizonte estando na praia. Ele parece parado, mas aí você desvia o olho, toma um picolé, lê uma revista, dá um pulo no mar e quando vai ver o barco já tá lá longe. A sua dor agora, essa fogueira na sua barriga, essa sensação de que pegaram sua traquéia e seu estômago e torceram como uma toalha molhada, isso tudo – é difícil de acreditar, eu sei – vai virar só uma memória, um pequeno ponto negro diluído num imenso mar de memórias. Levante-se daí, vá tomar um picolé, ler uma revista, dar um pulo no mar. Quando você for ver, passou.

Agora não dá mesmo pra ser feliz. É impossível. Mas quem disse que a gente deve ser feliz sempre? Isso é bobagem. Como cantou Vinícius: "É melhor viver do que ser feliz". Porque pra viver de verdade a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder.

Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, eu sei como dói. Mas passa.

Tá vendo a felicidade ali na frente? Não, você não tá vendo, porque tem uma montanha de dor na frente. Continue andando. Você vai subir, vai sentir frio lá em cima, cansaço. Vai querer desistir, mas não vai desistir, porque você é forte e porque depois do topo a montanha começa a diminuir e o unico jeito de deixá-la pra trás é continuar andando.
Você vai ser feliz

Tá vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto de agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que tô falando a verdade. Eu não minto. Vai passar.

Há um velho provérbio ;



que diz que você não pode escolher sua família. Você aceita o que o destino lhe dá. E gostando deles ou não, amando-os ou não, entendendo-os ou não, você se adapta a eles. Aí tem também aquele que diz que a família onde você nasce é simplesmente o ponto de partida. Eles te alimentam, te vestem e tomam conta de você até que esteja pronto para cair no mundo e encontrar sua própria família, sua tribo.

Apenas contigo .

E então você me deixou em dúvida. Você ainda me ama?  Percebi que tudo mudaria se eu olhasse pra você novamente, como a primeira vez de tudo. E sei que não é a melhor maneira, mas quando penso em você meu coração treme e pontos de interrogação começam a surgir. Você ainda está em mim, até quando eu devia pensar em te deixar. Só quero que você saiba que nossa história só vai ser escrita se você me ajudar a segurar o lápis.


(Letícia Nogara)

HAHA,

Foi quase, por pouco ..



Eu quase consegui abraçar alguém semana passada. Por um milésimo de segundo eu fechei os olhos e senti meu peito esvaziado de você. Foi realmente quase. Acho que estou andando pra frente. Ontem ri tanto no jantar, tanto que quase fui feliz de novo. Ouvi uma história muito engraçada sobre uma diretora de criação maluca que fez os funcionários irem trabalhar de pijama. Mas aí lembrei, no meio da minha gargalhada, como eu queria contar essa história para você. E fiquei triste de novo.
(Tati Bernardi)

(:'

O amor .



      O amor que um dia era recíproco parecia ter sumido por entre as árvores daquele lugar. Os sorrisos já tinham se acabado. E ela nem sabia ao certo o que aconteceria. Ela voava, saía do chão e suas pernas já não alcançavam mais a velocidade do seu corpo. Os sentimentos estavam estagnados, pelo menos parecia que estavam. Ela ama. Mas agora isso já não passava mais de um futuro do pretérito indicativo: Amou.

      Olhou para os lados e se sentiu bem. Não completamente, mas estava bem ao ponto de continuar vivendo. A sua vez no amor parecia que nem tinha começado. Ou tivesse começado, mas já havia se partido. O Adeus dói. Mas não mais do que a ilusão de ter acreditado que o pra sempre dessa vez não acabaria.

      A sua voz ecoou junto com vento que chorava por paz. Nada mais que isso. O céu chorava, ela não conseguia nem acordar pra vida. Continuava ali, partida, mas intacta a qualquer marca das lágrimas que tentavam a dominar. Nem tudo estava bem, mas ela fingia. Dizia que estava bem pra não precisar contar toda a história da sua dor. Fingia para não chorar.

      Talvez ela devesse seguir, devesse acordar. Talvez ela devesse até dar mais uma chance para o amor. Mas não, ela não queria. Estava iludida. E continuava iludida com a sua dor.

      Talvez a ilusão não fosse tão forte. Talvez poderia até ter se enganado. Mas as coisas já não tinham mais sentido.
(Letícia Nogara)

Fim .

E finalmente, é o fim . Sem mais sofrimentos, sem mais nada . Simplismente; FIM .

Eu nunca vou entender ;

porque a gente continua voltando pra casa querendo ser de alguém, ainda que a gente esteja um ao lado do outro. Eu nunca vou entender porque você é exatamente o que eu quero, eu sou exatamente o que você quer, mas as nossas exatidões não funcionam numa conta de mais. Mas aí, daqui uns dias…. você vai me ligar. Querendo tomar aquele café de sempre, querendo me esconder como sempre, querendo me amar só enquanto você pode vulgarizar esse amor. Me querendo no escuro. E eu vou topar. Não porque seja uma idiota, não me dê valor ou não tenha nada melhor pra fazer. Apenas porque você me lembra o mistério da vida. Simplesmente porque é assim que a gente faz com a nossa própria existência: não entendemos nada, mas continuamos insistindo.  (Tati Bernardi)

e eu finalmente ;

deixei de ter pena de mim por estar sem você e passei a ter pena de você por estar sem mim.





            Tati Bernardi .

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Rawn !


RAWR !

              it
           means
        "I LOVE YOU !"

                     in
                 dinossaur ! ;*
Ela te admirava, ela te amava, ela queria você com ela. Ela procurava te ajudar, sempre que podia, ela era a unica, que nunca te abandonaria. Mas hoje, ela te odeia, cada dia mais e mais. Daqui um tempo, você não terá mais a presença dela, ela não estará mais com você. Estará longe, pois ela quer distância, e você, morrerá sozinho, sem nem flores no túmulo. E você sabe que você quem procurou por isso.

A vida não é justa .







Ninguém nunca disse que a vida era justa, porém, esperançosamente, eu achava que ela pudesse ser, que mesmo tendo seus altos e baixos, ela, um dia, daria um sorriso como se dissesse: obrigada por ser paciente, aqui está a felicidade pela qual você tanto esperou . Mas ela não era justa . Nunca foi .

Nada mas .

Enquanto o tempo passa, o sonho terminou, a vida nos prega essas peças, aqui eu vejo o sol se pôr, a solidão se manifesta. Então é assim que a vida faz, te tira tudo que te traz, num dia é uma festa, no outro não é nada mais.

Teoria do playmobil ;



nada do que possa acontecer tirará esse sorriso do meu rosto .

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Silêcio .

"Eu gosto do silêncio. Apesar de ás vezes o silêncio ser angustiante, e o motivo de muitos corações partidos. Eu gosto do silêncio, ao contrário de muita gente que gosta de multidões, e quando ficam em silêncio se sentem tristes ou sozinhas. Eu gosto. Não me vejo sem o silêncio que me trás paz e calma, em momentos de raiva ou solidão. Vejo o silêncio como uma forma de agir sem que o coração se negue a pensar do seu jeito. A solidão me acorda e mantém meu pensamento ocupado de pensamentos que eu nem se quer sabia que existiam. Diferenciar o falso do errado, o amor da ilusão, isso não existe quando o que menos acontece ao nosso redor é o silêncio. Com o silêncio me sinto leve, me sinto inspirada, me sinto voando em um mundo que sempre foi meu, mas até então, não havia descobrido. O silêncio é minha calmaria e é com ele que me protejo."



(Letícia Nogara)

Sempre o mesmo ciclo .. :/

"Pensei que quando alguém ama de verdade conseguisse suportar tudo pela pessoa. Mas me enganei, quantas promessas falsas, quantas falhas, quantas lágrimas. E quanto amor! Amor o suficiente pra não suportar tudo, desistir e depois, continuar tentando."



(Letícia Nogara)

Talvez todos os finais sejam os mesmos ..

"Mas eu a conheci e é isso que torna minha vida atual tão estranha. Eu me apaixonei por ela enquanto estávamos juntos, e me apaixonei ainda mais nos anos em que ficamos separados. Nossa história tem três partes: um começo, um meio e um fim. Embora seja assim que todas as histórias se desenrolam, ainda não consigo acreditar que a nossa não durará para sempre.
Reflito sobre essas coisas, e como sempre, nosso tempo juntos retorna à minha mente. Relembro como tudo começou, pois agora essas memórias são tudo o que me resta."


   
      (Dear John)

Agora ;



Você tem as opções agora. E eu as conseqüências.

E no final ;



Tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender.